Publicações

Produtos da agricultura familiar ganham espaço no centro de Criciúma

09282703102018_feira_colonial_shopping_della_criciuma

 

A agricultura familiar de Criciúma irá ganhar mais um reforço esta semana com o início das atividades da Feirinha Colonial que irá acontecer todas as sextas-feiras, das 9h às 20h, no Shopping Della. As 72 famílias associadas a Cooperativa de Agricultores Familiares Nosso Fruto irão comercializar biscoitos e pães caseiros, salame, torresmo, banha, banana passa, ovos, morango, aipim, banana orgânica, alface, temperos verdes orgânicos, flores, artesanato, entre outros itens, vindos direto dos produtores. Mais de 200 pessoas estão envolvidas no trabalho dos cooperados da Nosso Fruto. A abertura oficial da feira acontece nessa sexta-feira, dia 5, às 9h.

“É uma parceria de suma importância e que vai dar grande visibilidade para a nossa cooperativa e para a agricultura familiar de Criciúma. Vamos estar divulgando não só a Nosso Fruto, mas os produtos da agricultura familiar da cidade, que sempre foi classificada como cidade industrial. Então essa parceria vai enaltecer ainda mais a nossa agricultura”, explica o vice-presidente da Cooperativa Nosso Fruto, Jefferson Dasgostin.

Criciúma possui 600 famílias rurais e, entre associações e cooperativas, são 322 famílias dedicadas a agricultura familiar, segundo dados da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri). Para o Engenheiro Agrônomo da Epagri, Roberto Francisco Longhi, a parceria é mais um canal de comercialização para a agricultura familiar criciumense e uma oportunidade de mostrar para a população urbana que Criciúma tem uma agricultura forte e com produtos de qualidade. “Outro aspecto importante é a oferta de produtos frescos, recém-colhidos, que confere mais qualidade e durabilidade de prateleira”, ressalta o engenheiro.

A ação é uma parceria do Shopping Della, Cooperativa de Agricultores Familiares Nosso Fruto de Criciúma com apoio da Epagri e Gerência da Agricultura e Agronegócio da Prefeitura de Criciúma.

Agricultura familiar em dados

Responsável por um faturamento anual de US$ 55,2 bilhões, a agricultura familiar brasileira é oitava maior produtora de alimentos no mundo, segundo dados do portal Governo do Brasil, com informações do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Ministério do Desenvolvimento Agrário, do Banco Mundial e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).  Ela é a base da economia de 90% dos municípios brasileiros com até 20 mil habitantes, é responsável pela renda de 40% da população economicamente ativa do País e por mais de 70% dos brasileiros ocupados no campo.

Este ano, a Lei da Agricultura Familiar, Lei 11.326/2006, completou 12 anos como um marco no reconhecimento deste tipo de atividade. Ela estabelece os conceitos, princípios e instrumentos destinados à formulação das políticas públicas direcionadas à Agricultura Familiar e Empreendimentos Familiares Rurais. Além de definir o público beneficiário da política nacional da agricultura familiar e qualificar os empreendimentos familiares rurais.