Publicações

Acolhimento a futuras mães da La Moda receberá prêmio estadual da ABRH-SC

13434423012020_DSC_0849__alterada_

Reconhecimento ao Programa Criando Laços será entregue em março, em Itajaí

A entrada no quinto ano do Programa Criando Laços, da La Moda, começa de forma especial. A iniciativa da empresa com o objetivo de acolher e apoiar profissionais durante a gravidez e após o nascimento do bebê foi anunciada como uma das reconhecidas pelo Prêmio Ser Humano da ABRH-SC. A entrega do troféu está agendada para o mês de março, em Itajaí.

O núcleo catarinense da Associação Brasileira de Recursos Humanos elegeu o Criando Laços como o melhor entre os inscritos na categoria Gestão de Pessoas e Administração. Mantido pela área de Gente e Gestão da La Moda, o programa desde 2016 acolheu 97 profissionais – 77 mulheres e 20 homens, o equivalente a 16% do total da matriz da empresa, em Criciúma.

Em encontros e palestras de cada ciclo, gestantes e futuros pais recebem ensinamentos e conversam sobre temas como cuidados na amamentação, nutrição, consciência corporal, aspectos emocionais na gravidez, cuidados com o recém-nascido e vias de partos. Conteúdos importantes, sobretudo para uma mãe de primeira viagem, como a analista de comunicação Milena Costa Oenning, que está na reta final da gravidez. “Além dos conhecimentos, o convívio com outras realidades de meninas que estavam passando pelo mesmo momento foi engrandecedor, pela troca de experiências reais, aprendendo a cada dia com cada participante em sua fase”, relata.

Entre os momentos mais importantes da vida, a chegada de um filho demanda uma série de cuidados e o suporte da empresa visa oferecer mais segurança para lidar com as experiências novas que estão por vir, destaca a gerente de Gente e Gestão da La Moda, Michele Simone Pereira. “É uma demonstração de carinho às mães e aos pais, reforçando a família como um valor sólido e promovendo um ambiente de acolhimento nessa fase cheia de incertezas”, frisa.

Acolhimento essencial para a secretária executiva Glauce Bratti. Três meses antes da notícia da gravidez, ela perdeu a mãe e teve nos encontros do Criando Laços um suporte importante para a mudança de vida. “Recebi da Camila (enfermeira da La Moda) e de minhas colegas  gestantes todo o apoio que precisei neste momento novo, em especial depois da chegada de nossa amada Lúcia. A cada encontro novos aprendizados e mais segurança. O acompanhamento e o apoio após o nascimento com certeza fizeram de mim uma mãe melhor”, acredita.

Ninguém melhor do que as próprias mães para dizer que uma gestação nunca é igual a outra. Assim aconteceu com a líder de Depósito de Tecidos, Gislane Bernardo Alves. “Mesmo não sendo mãe de primeira viagem, cada gravidez é única e, quanto mais conhecimento, menos ansiedade e medo. O apoio (do Criando Laços) foi fundamental, ainda mais que era uma gestação de risco. E hoje posso afirmar que não amamentei meu primeiro filho por falta de informação e ajuda. Depois dessa experiência e aprendizado, está sendo muito prazeroso amamentar”, conta.

João Pedro Alves
Coordenador de Redação
Alfa Comunicação e Conteúdo
(48) 3433-6116 / (48) 3431-6116 / (48) 99969-4817
www.alfacomunicacao.com.br / fb.com/AlfaComunicacaoEmpresarial / @AlfaComunica